Múltiplas opções “vezes” múltiplos consumidores

Pense em um consumidor comum típico dos dias de hoje.
Agora, imagine que essa pessoa precisa comprar um determinado produto.
O que ela faz? Pesquisa no Google? Entra em sites de lojas do segmento?
Dá uma geral no Buscapé? Confere no Mercado Livre?
Mais ainda: faz isso no celular? Ou será que usa o computador ou, ainda, o tablet?
Ou não faz nada disso e simplesmente vai a uma loja física?

A resposta é que o consumidor atual faz um mix de tudo isso, variadas combinações de plataformas e canais de acesso, de acordo com o tipo da necessidade específica de consumo (comprar um livro é uma coisa, já uma geladeira é diferente), os hábitos determinados por cada personalidade e a experiência individual de cada consumidor (só por exemplo, acredite, ainda existe muita gente que tem medo de comprar pela internet e outros que são fiéis ao televendas, gostam de sentir que estão comprando com “gente de verdade”). Mais ainda: o consumidor típico realiza essas ações em uma infinita variedade de momentos, duração e locais de acesso. Pode ser uma consulta rápida pelo celular enquanto aproveita o wi-fi da cafeteria, uma passada de olhos no PC durante uma brecha no trabalho ou mesmo uma longa e calma navegada de noite, deitado na cama com o iPad no colo.

Mas essa é só a primeira parte do nosso exercício criativo. Vamos adiante: o consumidor já pesquisou, ok. Ele sabe onde o preço é melhor, se tem custo de frete, se dá para parcelar ou se à vista tem um bom desconto, quanto tempo demora a entrega, se é melhor ir atrás pessoalmente, enfim, está com os dados na mão. Agora, grande tensão! Esse é o momento mais importante, essencial, crucial: a efetivação da compra. Sim, porque a “finalidade final finalíssima” de toda ação de marketing é sempre, em última instância, vender. E o que faz esse multiconsumidor clicar em finalizar compra, ir até um ponto físico de venda, abrir a carteira, dispensar-nos seus preciosos reais?

Complicou mais ainda, não foi? E se multiplicarmos (mais múltiplos…) tudo isso por duas palavrinhas: redes sociais?!? Percebeu a dimensão da “encrenca”?? As opiniões, os influenciadores, a interação social, as pessoas conversando virtualmente umas com as outras e até os anúncios pagos que ali também têm espaço são componentes que influenciam na decisão do consumidor.

Enfim, a coisa hoje em dia é assim: multiopções “vezes” multiconsumidores.
Por tudo isso, perguntamos a você, de forma muito séria: sua empresa é multicanal?
Mais ainda: além de disporem das plataformas de venda, elas são bem gerenciadas?
Enfim, você está presente nos momentos decisivos de consumo, de forma positiva, efetiva?

Marketplaces, m-commerce, e-commerce, plataformas, linguagens, posicionamentos, marketing digital. Vamos conversar sobre isso?

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *